GOVERNO DE PLANALTINA - Renovação com responsabilidade

Nossa Cidade
HISTÓRIA
Pires do Rio: Capital da Estrada de Ferro
             Foi fundada em 1922 à margem da ferrovia. Seu nome foi dado em homenagem ao Ministro de Viação e Obras Públicas do Governo Epitácio Pessoa, José Pires do Rio. O ministro visitou o local do município em Agosto de 1921 para inspecionar as obras.

             A ferrovia então passaria pela fazenda do Coronel Lino Teixeira de Sampaio. O local já era um ponto de pouso de tropeiros e recebia convidados ilustres do Rio de Janeiro e São Paulo, quando estes vinham à região.

             Com o surgimento do município, famílias de Santa Cruz, Orizona (antigo Campo Formoso) e outros locais se instalaram no local.

             Pires do Rio, localizada a 140 km da capital, Goiânia, possui o único museu ferroviário do estado e o 5º do gênero no país. A cidade nasceu com a construção do entroncamento ferroviário que ligou a Ferrovia Centro Atlântica (FCA) ao porto de Santos/SP. A cidade possui uma ponte histórica, sobre o Rio Corumbá, a ponte Epitácio Pessoa, que foi importada da Europa possuindo características arquitetônicas da época. Tempos depois foi substituída por uma ponte de concreto, mas, a ponte de ferro ainda continua no local original, abandonada pelas autoridades públicas, que não a restauram. Nos dias conteporâneos, já se executa o ligamento desta ferrovia à Ferrovia Norte-Sul, visto que a malha ferroviária termina em Anápolis, onde será ligada àquela que se constrói desde o Governo do Presidente Sarney. Pelos trilhos da cidade de Pires do Rio passaram grande parte dos materias que construíram Brasília e Goiânia. A micro-região de Pires do Rio é conhecida como região da estrada de ferro.

            Doação do terreno

             A área destinada ao município foi doada pelo Coronel Sampaio no dia 5 de julho de 1922, na sede da Fazenda Brejo, tendo por testemunha sua esposa, Dona Rozalina Fernandes de Oliveira, Hermenegildo Lobo, Balduino Ernesto de Almeida, Joaquim Antônio Teixeira e Eliezer Jorge de Almeida.[6]

             Nesse documento, o Coronel Sampaio estabeleceu cláusulas para a fundação e desenvolvimento do município, com vistas a beneficiar a população na área sócio-educacional. Na região, era reconhecido como um homem simpático e de vasto currículo de amizades. Então daí, Pires do Rio largou de ser de Santa Cruz.

             Para homenagear o Coronel Sampaio, agora Pires do Rio tem uma escola pública chamada Coronel Lino Sampaio, lanche de graça, aulas de graça entre outros.

             Cidade Planejada

             Muito antes de Goiânia e Brasília, Pires do Rio foi o primeiro município de Goiás que teve sua criação e projeto planejado.
GRUPO ESCOLAR MARTINS BORGES 1930